29.03.2021 por Marketing
  • Principal
  • >
  • Blog
  • >
  • NOTÍCIAS

Impressão Digital em Implantodontia

Impressão Digital em Implantodontia

Os dispositivos digitais têm sido amplamente utilizados na prática odontológica nas últimas décadas. A tecnologia CAD / CAM tornou possível fabricar restaurações suportadas por implantes por meio de um fluxo de trabalho digital. As impressões digitais transferem a situação intra-oral para um modelo virtual e representam a primeira etapa do fluxo de trabalho digital. A precisão desse procedimento pode determinar o sucesso do tratamento, pois é uma etapa crucial para a transferência correta da posição do implante. Se for mal-executado, pode levar a um desajuste da prótese final, o que pode finalmente resultar em complicações mecânicas e biológicas. As impressões digitais podem acelerar o processo de captura de dados, além de eliminar a maioria das desvantagens normalmente encontradas nas impressões convencionais; diminuindo assim o desconforto do paciente e melhorando a previsibilidade da prótese e dos procedimentos de fabricação.

A confecção da impressão digital pode ser considerada um procedimento fácil, no entanto, por trás da simplicidade deste procedimento, existe um mecanismo de trabalho bastante complexo.

O fluxo de trabalho do scanner intra-oral começa pela emissão de um feixe de luz (laser ou luz estruturada) em direção ao objeto a ser digitalizado. Ao atingir a superfície do objeto, o feixe de luz sofre uma deformação e esse efeito óptico é capturado por duas ou mais câmeras na ponta dos dispositivos de scanner. Em seguida, um software de processamento é usado para calcular as coordenadas 3D (x, y, z), e criar nuvens de pontos e malhas. O registro e posterior costura dessas nuvens de pontos e malhas permite a reconstrução tridimensional do objeto escaneado, criando um modelo confiável.

Vários estudos in vitro provaram que os scanners são uma ferramenta importante e confiável para capturar impressões de alta qualidade, que podem ser usados ​​para fabricar próteses simples (onlays, inlays ou coroas individuais) a complexas (próteses parciais fixas) em pacientes dentados. Porém, devido à revolução digital da prótese dentária nos últimos anos, a velocidade de publicação de artigos científicos luta para acompanhar o desenvolvimento da indústria, havendo, até o momento, um grande número limitado de estudos que investigam a precisão das impressões digitais em implantodontia.

Em uma revisão bibliográfica recente, os autores buscaram  compreender o estado da arte das impressões digitais em implantodontia e quais os fatores que podem contribuir para diminuir ou aumentar sua precisão, a fim de tentar fornecer ao dentista orientações baseadas em evidências.

Os resultados deste estudo sugerem que as impressões digitais são um procedimento preciso em implantodontia. Independentemente do dispositivo de câmera intra-oral,  o protocolo de digitalização pode influenciar a precisão das impressões digitais. Porém, a angulação do implante parece não ter efeito sobre a precisão das impressões digitais. Por outro lado, a profundidade do implante pode afetar a o resultado.

 Acesse o artigo completo em https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/33498902/

 

Digital Impressions in Implant Dentistry: A Literature Review.

Int J Environ Res Public Health. 2021 Jan 24;18(3):1020.
Simone Marques, Paulo Ribeiro, Carlos Falcão, Bernardo Ferreira Lemos, Blanca Ríos-Carrasco, José Vicente Ríos-Santos, Mariano Herrero-Climent

 

Fale com a ABOD

Fale com a ABOD

Conecte-se

(31) 98361-0374

[email protected]

Loading icon