08.07.2022 por Marketing
  • Principal
  • >
  • Blog
  • >
  • NOTÍCIAS

Fluxo Digital vs. Fluxo Analógico: entenda as diferenças entre os dois processos

Fluxo Digital vs. Fluxo Analógico: entenda as diferenças entre os dois processos

Com o uso de diversas tecnologias aplicadas aos tratamentos odontológicos, muitos profissionais encontram-se divididos entre Fluxo Digital vs. Fluxo Analógico. Para entendermos melhor as diferenças entre os dois, Gustavo Freire, especialista em Treinamento e Educação do Grupo Straumann, esclareceu os principais pontos sobre do tema.

A Odontologia Digital proporciona maior segurança aos procedimentos, além de torná-los cada vez mais eficazes, indolores e rápidos. Porém, muitos profissionais estão culturalmente condicionais a utilizarem o Fluxo Analógico, seja por questões de bases de formação ou muitas vezes o conforto, por já dominarem na totalidade as técnicas convencionais.

Fluxo Digital

A tecnologia está cada vez mais presente nos consultórios odontológicos e nos laboratórios de próteses. Para Gustavo, que é cirurgião-dentista, Implantodontista e Protesista, a odontologia digital facilita a vida dos profissionais e ainda melhora a experiência do paciente. “O formato digital reduz o desconforto durante os tratamentos dentários e reduz o tempo de espera para concluir um procedimento”, explica.

Gustavo ainda cita outros benefícios da Odontologia Digital, como:

  • Maior facilidade na transmissão de dados a outros profissionais e laboratórios;
  • Maior conforto ao paciente, pois reduz ânsia, dificuldade respiratória, sensibilidade periodontal e desconforto por manter a cavidade oral aberta por período maior;
  • Maior facilidade de manipulação de imagem e capacidade de diagnóstico;
  • Valor agregado para posicionamento da clínica perante o mercado;
  • Maior clareza do tratamento ao paciente.

Esse tipo de processo inclui o uso de imagens 3D, obtidas através do escaneamento intraoral da cavidade bucal e da Tomografia Computadorizada de Feixes Cônicos. Além disso, inclui o uso de softwares para auxiliar no planejamento do tratamento, bem como impressoras 3D ou sistemas de fresagem e usinagem de cerâmicas, que através da prototipagem permitem a produção de modelos, guias cirúrgicos, restaurações ou próteses provisórias e definitivas.

Na odontologia, a automação pode ser dividida em três processos distintos: CAI, CAD e CAM. “O termo CAI (Computer Aided) significa o início do fluxo digital com a obtenção das imagens, já o termo CAD (computer aided design) é designado à criação e análise por computador, enquanto CAM (computer aided milling) se refere à etapa de produção comandada pelo computador, como a fresagem e usinagem”, explica Gustavo.

Além disso, para Gustavo, um dos maiores benefícios do Fluxo Digital é o maior conforto e segurança entre profissional e paciente. “Possibilita comunicação assertiva, com riqueza de detalhes, informações e imagens”, comenta.

Fluxo Analógico

O planejamento de tratamentos de Reabilitação Oral no fluxo analógico é feito através de prontuários impressos, radiografias em filmes radiográficos e registro da condição clínica através de moldeiras plásticas ou metálicas em associação com um material de moldagem, geralmente alginatos e/ou silicones odontológicos.

O envio dos modelos obtidos é feito a distância ao laboratório e o material retorna para o profissional também deste processo, demorando alguns dias.

Rotina clínica: Fluxo Digital vs. Fluxo Analógico

  • Previsibilidade

Com o digital, o processo é realizado por um conjunto de equipamentos que faz um escaneamento da boca do paciente, disponibiliza as imagens em um software que permite o planejamento clínico e “imprime” o modelo da prótese desenhada digitalmente. Isso tudo representa previsibilidade, agilidade e conforto para o paciente nos planejamentos dos casos.

  • Tempo Clínico

A tecnologia digital reduz processos e etapas na reabilitação oral, tornando o tempo clínico otimizado e reduzindo a quantidade de consultas, isso traz benefícios ao dentista e o paciente.

  • Custo envolvido no processo (produtividade)

Comparando o fluxo analógico com o fluxo digital, observa-se a redução na quantidade de materiais e processos envolvidos. Custo no geral, tempo pessoa para fazer gesso, motoboy para levar para Clínica e Lab.

  • Biossegurança

No Digital o contato que o dentista tem com o paciente envolve somente duas pessoas. No convencional envolvemos mais pessoas no processo.

Ainda é possível associar as técnicas de trabalhos convencionais no Fluxo Digital, dependendo da necessidade do planejamento clínico. Todos os pilares de automação, como CAI, CAD e CAM deste fluxo permitem adaptações com necessidades do fluxo convencional. O Fluxo Digital possui uma curva de aprendizagem fácil e intuitiva, porém requer prática e aplicação clínica, assim como qualquer outro fluxo na Odontologia.

Para Gustavo, as vantagens da Odontologia Digital são grandes. “As vantagens são imensamente maiores a qualquer outra característica que possa ser considerada como eventual desvantagem. Trabalhar com precisão, conforto, agilidade e econômica são pontos fortes que minimizam quaisquer outros.”

“É comum que muitos profissionais sigam com o fluxo convencional, e isso acontece pela resistência a experimentar novas tecnologias ou por não conseguirem realizar o cálculo do Retorno do Investimento com clareza, a fim de se certificarem que a Odontologia Digital é revolução clínica e já faz parte do presente deste profissional. Todos precisam conhecer”, complementa.

O Grupo Straumann é parceiro ABOD e oferece diversas possibilidades para que os clientes experimentem Test Drives das soluções digitais, fazendo com que o início da jornada digital fique mais tranquila e natural.

Sobre o Grupo Straumann

O Group Straumann (SIX: STMN) é líder global em soluções odontológicas e de substituição de dentes que restauram sorrisos e confiança de pacientes ao redor do mundo. O Grupo une marcas internacionais que representam excelência, inovação e qualidade em odontologia substitutiva, corretiva e digital, incluindo Straumann®, Neodent®, Medentika, ClearCorrect®, Dental Wings, Yller®, Smilink® e outras empresas e parceiros de forma integral e parcial. Em colaboração com as principais clínicas, institutos e universidades, o Grupo pesquisa, desenvolve, fabrica e fornece implantes dentários, instrumentos, próteses CADCAM, biomateriais e soluções digitais para uso na substituição e restauração de dentes ou para prevenir a perda de dentes. Com sede em Basel, na Suíça, o Grupo tem atualmente mais de 6 mil colaboradores em todo o mundo e seus produtos, soluções e serviços estão disponíveis em mais de 100 países por meio de uma ampla rede de subsidiárias e parceiros de distribuição.

Fale com a ABOD

Fale com a ABOD

Conecte-se

(31) 98361-0374

[email protected]

Loading icon